Let's Paris no Instagram

2019 - Lets Paris - Dicas de Paris - Todos os direitos reservados

Let's Paris

Dicas para viajar de avião com crianças pequenas

09.09.2016

 

No início do mês fiz um vôo sozinha com minhas duas filhinhas (2 e 4 anos). Tempo total de viagem: 17 horas. Foi a segunda vez que fiz um vôo longo sozinha com elas, e graças a Deus tudo correu muito bem! Além disso já fizemos várias viagens em família - minha mais velha fez seu primeiro vôo antes mesmo de completar um mês. 

 

Aqui vão minhas melhores dicas para quem encara esse desafio!

 

1. A mais importante de todas: FIQUE ZEN!

 

Não tem jeito, se você se estressar você só vai piorar as coisas. Imagine essa cena: eu e minhas duas filhas passando pelo Raio-X da segurança americana.

 

Eu, sem sapatos, desmontando o carrinho, descabelada, segurando uma filha com uma mão e gritando para a outra voltar para o meu lado. O policial me pergunta se eu tenho um computador na mochila e eu não consigo nem responder, pois estou preocupada com a mamadeira da minha filha que eu esqueci de colocar no tal saquinho transparente!

 

Então o agente manda minha filha mais velha largar sua boneca para passar pelo raio-x.

 

Foi aí que tudo começou a degringolar: de repente ela fez um ESCÂNDALO! Como eu nunca antes tinha visto! Começou a gritar, berrar, chorar, dizendo que não queria largar a boneca. Ela não é do tipo de criança que faz esse tipo de coisa, mas escolheu a pior hora possível para começar! Se eu me estressasse e começasse a gritar com ela, isso só ia piorar as coisas. Aliás, peraí - vou ser sincera: eu me estressei e comecei a gritar com ela e isso só piorou as coisas.

Alí eu aprendi de uma vez por todas: FIQUE ZEN!!! Ommmm...

 

2. Evite conflitos. O avião não é o lugar de educar seus filhos: Sim, talvez em casa você deixe seu filho chorando um pouco até que ele entenda que isso não vai adiantar. No avião, não é hora de fazer isso ok?

 

Tente aceitar um pouco mais a manhas e atenda seus desejos um pouco mais rápido. Isso vai evitar possíveis choros e gritos, e o consequente constrangimento para você! 

 

3. Compre um Fly-Tot. Esse produto é simplesmente GENIAL! Já falei dele no meu instagram, quem viu? O FlyTot é basicamente uma espécie de puff inflável que preenche exatamente o espaço para pernas em frente ao assento e permite que as crianças deitem melhor.

 

Com dois FlyTots então, você tem uma cama de casal 5 estrelas! Mudou minha experiência em avião com crianças, sério! Veja mais no site deles clicando aqui.

 

 

 

4. Entretenimento, entretenimento, entretenimento!

Planeje seu vôo hora por hora (ou então a cada meia hora, se for um vôo curto). Faça a alegria da criançada: iPad, tablet, dvd player, massinha, boneca, canetinhas, livro de atividades, adesivos, headphone para crianças, etc!

 

Presentes novos são ótimos pois distraem por mais tempo que os brinquedos velhos de guerra.

 

Cada atividade deverá durar uma hora (ou a duração que você escolher). No meu primeiro vôo sozinha com as crianças eu levei muito de entretenimento, mas fiquei empolgada e não planejei o tempo.

Acabou que usamos todos os jogos e brinquedos nas primeiras 4 horas do vôo e precisei me virar nos 30' para conseguir entretê-las por mais 7 horas!!! 

 

5. Leve mudas de roupa e lanchinhos leves. Minhas filhas SEMPRE usam a muda de roupa. Elas acabam se sujando com a comida, ou com as bebidas, ou no banheiro, etc... E ninguém quer viajar com o bebê só de fraldinha né? Eu também sempre levo uma escovinha de cabelo para as meninas (mas acabo nunca usando), (mas deveria), e uns lanchinhos leves. E, claro, um casaquinho para cada uma.

 

6. Viaje o mais leve possível. Eu sei que essa dica não é muito coerente com a dica acima, mas é muito importante. Não exagere nas mudas de roupa e não carregue NADA que não seja muito necessário. Deixe aquele livro bem grosso para uma outra ocasião, e abra mão daquele ursinho de pelúcia enorme. 

 

7. Peça para seus filhos darem uma olhada na cabine do piloto. Na maior parte das vezes o comandante deixa as crianças entrarem e mostra um pouco sobre todos aqueles botões. As minhas meninas ficam maravilhadas!

8. Tente ter as mãos livres (Baby Bjorn, mochila, ...). Isso vai ser muito útil. Se tiver filhos pequenos, leve um 'canguru', ou BabyBjorn. Para bebês de colo eles podem ser úteis até durante o vôo, para que o bebê fique no seu colo sem que seus braços caiam! 

 

9. Considere levar a cadeirinha de carro se tiver filhos entre 2 e 3 anos.

Se você não comprar o FlyTot, a cadeirinha de carro quebra um galho! Algumas cadeirinhas de carro são estreitas o suficiente para serem levadas dentro da cabine. Aí você instala a cadeirinha no assento e seu pequeno pode dormir nela tranquilo, sem precisar dos seus braços para se acomodar.

 

Não se esqueça de tomar as medidas da cadeirinha e ver se será permitido antes da viagem (os sites das companhias aéreas geralmente dizem as medidas máximas que as malas de mão podem ter). Último bizu: eu comprei um carrinho de mão para encaixar a cadeirinha e ficou PERFEITO! Fui rolando minha filha pelo aeroporto tranquilamente! Pena que não tirei foto :(

 

 

10. Seja compreensivo: seus filhos estão cansados. Se para você está difícil, imagine para seu filhinho pequeno. Sair da rotina é duro para crianças. Ainda mais quando elas estão com fome, com sono, como fuso horário trocado, andando muito e sem ter uma cama para deitar. A experiência pode ser bastante impressionante, por isso seja compreensivo e tenha paciência com seu filhote!

 

Última de Bônus: Use roupas confortáveis (e leve uma muda para você também se viajar com bebês). 

Eu sei, o dia da sua viagem finalmente chegou e você quer usar sua bota mais linda junto com aquela bolsa mara! Mas acredite, o stress que isso vai te trazer não vale a pena!

Tente viajar o mais confortável possível, e se tiver bebês pequenos leve uma blusinha extra na bolsa para se prevenir de qualquer acidente ou refluxo.

Please reload

SOBRE O BLOG E A AUTORA

LEIA TAMBÉM:

Please reload