Let's Paris no Instagram

2019 - Lets Paris - Dicas de Paris - Todos os direitos reservados

Let's Paris

10 golpes comuns em Paris - cuidado, você está sendo roubado!

12.10.2016

 

 

Aqui em Paris a criatividade para inventar novas maneiras de roubar turistas não é lá muito aguçada. Desde que me mudei para cá em 2007 vejo os mesmos golpes dia após dia - e o pior é que tem muito turista que cai!

 

A melhor maneira de evitar quase todos esses golpes é muito simples: Não dê trela! Ao perceber que será abordado, já sai falando "Non Merci!" bem alto e se manda dali!

 

Veja abaixo os golpes mais aplicados e já chegue na voadora!

 

1. O Golpe do Anel: Uau, achei um anel de ouro!

 

Uma pessoa se aproxima de você e finge que acabou de achar um anel (supostamente de ouro) no chão, bem do seu lado. Você obviamente diz que não é seu e começa a ir embora, mas a pessoa mostra que o anel não cabe no dedo dela e tenta te vender o anel. O papo é mais ou menos esse:

"Isso aqui é coisa fina, ouro puro - dei sorte de achar, mas pena que não coube em mim. Em você vai ficar perfeito... E eu to numa situação difícil. Faz o seguinte, me dá 200€ e fica com o anel pra você".

Ainda que você não fale francês - eles tentam mesmo assim! Já ouvi falar de turista negociando o preço do anel e pagando 40€ pelo pedaço de metal fajuto - e ainda achando que se deu bem!

 

Para evitar: Ao ser abordado já diga que não (aproveite e lance um olhar reprovador!)

 

2. O Golpe da Pulseirinha: mas não é do bonfim!

 

Muito praticado na região de Montmartre, aos pés da Sacré Coeur, esse golpe costuma ser aplicado por homens e de origem africana. Funciona assim: você está andando tranquilo, quando vem um safadinho e pede para amarrar uma pulseirinha no seu pulso ou dedo.

 

Antes de você conseguir perguntar exatamente o que é, ele já amarrou - e com um nó cego! Aí começa a pedir que você pague a sua 'dívida' e geralmente eles se tornam BEM agressivos (verbalmente, e com gestos). Às vezes vêm outros amigos para colocar pressão.

 

A melhor maneira de evitar dor de cabeça é simples : não deixe ninguém pegar no seu braço!

 

3. O Golpe da falsa surda-muda: que peninha!

 

Uma mulher (ou grupo de mulheres) te abordam com uma prancheta com um papel e uma caneta. Se fingindo de surdas e mudas, elas pedem que você assine o papel para contribuir para a 'causa'. É golpe! E você ainda corre o risco de levarem sua carteira numa trombadinha enquanto você fica ali tentando entender.

 

Para evitar: Não dê papo e diga que não quer.

 

4. O Golpe do copinho: quer apostar?

 

Essa é digna de um Oscar! Envolve 3 ou 4 pessoas, todos ótimos atores! 

Um grupinho de pessoas em torno de um homem, que fica mexendo três copinhos de cabeça pra baixo no chão. Aí você se aproxima e entende a aposta: embaixo de um dos copinhos tem uma bolinha (ou um dado, ou outro objeto qualquer). Ele te mostra em qual copinho escondeu o objeto, e depois fica embaralhando os copinhos para você tentar descobrir onde está.

O grupinho de pessoas em volta dele fazem parte da farsa: eles fingem apostar e sempre ganham! O turista que está passando se impressiona com aquelas pessoas ganhando centenas de euros em alguns segundos, e joga também. Só que na vez dele nenhum dos copinhos tem objeto embaixo - e ele só perde dinheiro! 

 

Para não cair no golpe: não jogue! :)

 

5. O Golpe do ingresso do metrô: vem cá que eu te ajudo

 

Quando tem muita fila no metro, um moço se aproxima querendo te ajudar a comprar ingressos (na maquininha ou direto na mão dele). Às vezes eles usam até uniforme igual ao da RATP (empresa que administra dos metros da cidade). Eles dizem que estão te vendendo um ticket que vale a semana inteira (que custa em torno de 70€), mas na verdade de vendem um ticket simples (que custa pouco mais de 1€). E quando você vai procurá-lo para pedir ajuda, ele já sumiu há muito tempo!

 

Para evitar: No metrô, não pague nada direto na mão de alguém. Ou você paga na máquina, ou no balcão de atendimento ok?

 

6. O Golpe do ingresso da disney: nada mágico...

 

Esse funciona exatamente no mesmo princípio do metrô aqui acima. Um homem te aborda na chegada do parque e pergunta se você já tem entradas, querendo te vender uma entrada mais barata. Você acha que fez um bom negócio, mas ele te vendeu um ingresso usado e já está longe dali quando você perceber. (ps: às vezes o ingresso usado é do mesmo dia e você até consegue entrar, mas é ilegal e perigoso de você se dar mal).

 

7. O Golpe do Taxi falso: vem comigo!

 

Você está no ponto de taxi e chega um carro normal oferecendo de fazer a corrida pra você. Muitas vezes pode dar certo, mas já ouvi falar de motoristas que mudaram o preço no meio da corrida, e foram ficando cada vez mais agressivos. Para evitar perigo: não entre no carro de um estranho na rua. Melhor prevenir né? 

 

8. O Golpe do caixa eletrônico: você tira e eu levo!

 

Esse não é novidade pra ninguém, e nós brasileiros já estamos mais do que acostumados a olhar sempre para os lados e ter todo cuidado na hora de tirar dinheiro no caixa eletrônico. O problema é que quando chegamos na Europa, muitas vezes relaxamos e pensamos que por aqui não tem esse tipo de coisa. Mas tem sim! Mantenha o mesmo cuidado e atenção que você tinha no Brasil ok?

 

9. A Bolsa falsa da Louis Vuitton: comprei na loja ontem, mas não quero mais...

 

Uma menina muito bem vestida fica perto da entrada de lojas de luxo com uma bolsa novinha na mão. Com um semblante desolado, ela te aborda explicando que comprou a bolsa ainda ontem, mas que eles não aceitam devolução. Como ela se arrependeu da compra, ela quer te vender a bolsa por uma fração do preço da loja. A bolsa é FALSA e ela quer roubar seu dinheiro - não caia nessa! (aliás, dentro da loja também é um roubo! Kkkkkk)

 

10. Pickpockets: fiquem ligados sempre!

 

No meio de qualquer um dos golpes acima, às vezes ainda têm pickpockets. Ou seja, enquanto uma pessoa te aborda tentando aplicar algum dos truques que mencionei, um trombadinha aproveita para bater sua carteira. Então fiquem ligados! Nada de colocar carteira na mochila, celular no bolso de trás ou bolsa pendurada no carrinho de bebê. 

 

Certa vez um pickpocket chegou ao extremo de empurrar minha filha de dois anos no chão!!! (fingindo que trombou nela sem querer). Enquanto eu e minha mãe nos abaixávamos para ver se estava tudo bem, ele roubou a carteira da bolsa dela! 

 

Então agora vocês já estão preparados para desbravar a cidade luz em segurança! Não fiquem com medo, Paris é uma cidade segura - só tem esses golpinhos que podem acabar estragando a viagem!

 

Gostou do post? Então por favor compartilhe clicando nos botões abaixo:

 

 

Please reload

SOBRE O BLOG E A AUTORA

LEIA TAMBÉM:

Please reload