Let's Paris no Instagram

2019 - Lets Paris - Dicas de Paris - Todos os direitos reservados

Let's Paris

Dior na Paris Fashion Week: A Fase Azul de Maria Grazia Chiuri

07.03.2017

"Dentre todas as cores, azul marinho é a única que pode competir com o preto, ela tem todas as mesmas qualides." Christian Dior

 

 

Inspirada pela frase acima, Maria Grazia Chiuri (a estilista à frente da Maison Dior) apresentou sua segunda coleção para a marca com muitos tons de azul marinho, misturando com o preto. O desfile foi simplesmente deslumbrante e muito aclamado pela crítica. O vestido da foto acima é da primeira coleção de Alta Costura do Christian Dior, em 1947 - e poderia estar nas passarelas hoje!

 

Depois do desfile, todas a peças são apresentadas num showroom na imensa loja da Dior na Avenue Montaigne, no 8o arrondissement de Paris e eu fui convidada para ver as peças mais de perto e dividir com vocês! 

 

Quando cheguei lá me senti um pouco intimidada pela beleza e suntuosidade do lugar, mas logo me distraí com as roupas tão lindas e já estava me sentindo à vontade. As pessoas foram bem mais simpáticas do que eu imaginava - e me pareceram estar ali mais para verem do que para serem vistas (ufa! finalmente...).

 

Vi também bastante veludo, botas altas e uma mistura de tecidos e estilos. Um verdadeiro casamento do streetstyle com a delicadeza das rendas e transparências. Também percebi muitas peças quadriculadas, jeans e um pouco de dourado. (Fotos abaixo)

 

Nos acessórios, Maria Chiuri trouxe de volta os famosos padrões usados na época que John Galliano era o estilista da Dior. Também apostou na boinas. No desfile, absolutamente todas as modelos usaram a boina de couro preto, o que rendeu um ar quase militar. Veja tudo abaixo :

 

 

 

A única crítica que li até agora sobre a coleção foi no que diz respeito à idade das modelos e dos estilos - a comentarista da Vogue Paris, Sarah Mower acusou Chiuri de ter feito uma coleção destinada apenas a pessoas com 20 e poucos anos e escreveu: "Chiuri está expressando convicções que sua própria geração gostaria de ver manifestada em uma representação mais ampla de idades em sua passarela".

 

Saí do showroom realmente encantada e ansiosa para dividir tudo com vocês! E mesmo você não queira vender um rim para comprar uma roupa da coleção, agora você já sabe o que procurar nas lojas 'acessíveis'!

 

Nas palavras da estilista: "Quero construir um guarda-roupa. Eu não acredito em um uniforme para todos, mas que todo mundo precisa encontrar seu próprio uniforme, no qual se expressar e se proteger."

 

À bientôt!

 

PS: Gostou do Post? Então compartilhe, clicando nos links abaixo!

 

 

Please reload

SOBRE O BLOG E A AUTORA

LEIA TAMBÉM:

Please reload